Gestão da Qualidade em Tradução: para que serve?


Quer seja certificada/o ou em vias de certificação, qualquer empresa de tradução ou tradutor/a independente deveria implementar um sistema de gestão da qualidade. De um modo formal e documentado ou através de procedimentos mais flexíveis, no caso do/a tradutor independente, as vantagens são inúmeras e não despiciendas.
Antes de mais, um sistema de gestão da qualidade pode servir de linha de orientação à melhoria contínua, à aplicação de medidas corretivas (quando necessárias) e ao tratamento de todas as informações e documentação remetidas pelo cliente, para um dado projeto.
A manutenção de um sistema deste tipo acaba por implicar todo/as o/as colaboradore/as (interno/as ou externo/as) envolvidos num dado projeto de tradução, do/a gestor/a de projeto, passando pelo/a tradutor/a e terminando no/a revisor/a. No caso do/a tradutor/a independente, se este trabalhar em colaboração com outro/as colegas, este/as também estarão implicado/as.
De acordo com a norma EN 15038, devem integrar este sistema:
– Um processo de monitorização da qualidade dos serviços de tradução fornecidos e, sempre que se justifique, a introdução de correções posteriores à entrega do trabalho e aplicação das medidas corretivas, e
– Um processo de tratamentode todas as informações e de todo o material fornecidos pelo cliente.
Além de assegurar a qualidade do serviço de tradução prestado, este procedimento garantirá a rastreabilidade de um projeto, sempre que necessário.
Apesar de só agora ter iniciado o seu processo de Certificação pela Norma EN 15038, a empresa ABC orgulha-se de já ter um sistema de qualidade implementado há vários anos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

NEWSLETTER ABC

ABC Traduções | Todos os Direitos Reservados Ⓒ 2019